domingo, 19 de maio de 2013

JEANINE DECKERS- DOMINIQUE | SOEUR SOURIRE


Ontem de madrugada assisti a um filme chamado "SISTER SMILE" ou "IRMÃ SORRISO" em português, para quem não sabe a irmã sorriso compôs a famosa canção DOMINIQUE (nique-nique), essa música foi a única canção belga a ocupar a primeira posição da “BILLBOARD”, na época em que foi gravada (1963 se não me engano) ela foi a mais executada nas rádios do mundo todo, vendeu e tocou mais do que ELVIS, BEATLES e ROLLING STONES.


Tudo começou quando um Padre ouviu a freira belga cantando no convento e deu a ideia de que ela gravasse um disco para ajudar a atrair jovens fiéis e arrecadar fundos para a igreja, no começo a Freira Superior ia contra a idéia, mas o Padre prometeu que ia doar parte dos ganhos ao CONVENTO, além disso, a música seria de uma freira anônima, quando "DOMINIQUE" estourou nas rádios, ninguém sabia de quem era aquela voz doce e suave, aliás, nem mesmo a IRMÃ SORRISO sabia que já havia vendido mais de 500 mil cópias de seu disco, a sua Freira Superior temia que ela se apegasse as coisas mundanas, isso não durou muito tempo, com a insistência da imprensa e do público o mundo conheceu JEANINE DECKERS (Soeur Sourire).

JEANINE DECKRES -  EM SUA CARREIRA SOLO


CENA DO FILME – “SMILE SISTER”

Em 1964 ela deu uma entrevista ao ED SULLIVAN SHOW, programa mais visto nos EUA na década de 60, nessa época sua música "DOMINIQUE" era a mais tocada nos EUA. A canção foi gravada em várias línguas (inglês, russo, alemão e outras); além, claro, das versões alternativas, aqui no BRASIL a cantora da JOVEM GUARDA, GIANE, fez uma versão em português para DOMINIQUE (foi sua música de maior sucesso).

A cantora GIANE gravou a canção com outra letra, pois, na canção original DOMINIQUE só fala em Deus, conta a história do fundador da ORDEM DOMINICANA (São Domingos) e sua luta; aqui no BRASIL DOMINIQUE, alterada pela autora, JEANINE DECKERS, quando deixou o CONVENTO, fala de espera o amor, de alguém à espera de outro. Assim, abaixo, mais ou menos a tradução correta da música original que falava de SÃO DOMINGOS:

Dominique, nique, nique
S'en allait tout simplement
Routier, pauvre et chantant
En tous chemins, en tous lieux
Il ne parle que du Bon Dieu
Il ne parle que du Bon Dieu

A l'époque où Jean Sans Terre, d'Angleterre était le roi
Dominique notre père, combattit les albigeois

Dominique, nique, nique
S'en allait tout simplement
Routier, pauvre et chantant
En tous chemins, en tous lieux
Il ne parle que du Bon Dieu
Il ne parle que du Bon Dieu

Certains jours un hérétique, par des ronces le conduit
Mais notre Père Dominique, par sa joie le convertit

Dominique, nique, nique
S'en allait tout simplement
Routier, pauvre et chantant
En tous chemins, en tous lieux
Il ne parle que du Bon Dieu
Il ne parle que du Bon Dieu

Ni chameau, ni diligence, il parcourt l'Europe à pied
Scandinavie ou Provence, dans la sainte pauvreté

Dominique, nique, nique
S'en allait tout simplement
Routier, pauvre et chantant
En tous chemins, en tous lieux
Il ne parle que du Bon Dieu
Il ne parle que du Bon Dieu




Nos anos 1960, era impossível resistir a essa canção. Aos primeiros acordes todos se juntavam a GIANE, paulista de RIBEIRÃO PRETO, que gravou a versão em português da canção francesa DOMINIQUE interpretada pela freira JEANINE DECKERS, e, que conseguia como já dissemos rivalizar com os BEATLES nas paradas de sucesso. Não por acaso a brasileira GEORGINA MOROZINI DOS SANTOS adotou o nome artístico de GIANE. sua vez, a canção modificada pela autora, JEANINE DECKERS, que falava de amor, romantismo, encontro, etc.. A canção gravada por GEANE, aqui no BRASIL tem basicamente a seguinte letra:



Dominique, nique, nique,

Sempre alegre esperando alguém que possa amar.
O seu príncipe encantado, seu eterno namorado.
Que não cansa de esperar.

Dominique tem um sonho e alguém pode realizar.
Há de vir um cavaleiro que a conduza para o altar.

Dominique, nique, nique,
Sempre alegre esperando alguém que possa amar.
O seu príncipe encantado, seu eterno namorado
Que não cansa de esperar.

Certo dia de passagem na avenida alguém notou
O doce olhar de Dominique, e, ela então se enamorou.

Dominique, nique, nique,
Sempre alegre esperando alguém que possa amar.
O seu príncipe encantado, seu eterno namorado
Que não cansa de esperar.

O rapaz com um sorriso logo pediu sua mão
E a visão do paraíso fez pulsar seu coração.

Dominique, nique, nique,
Sempre alegre esperando alguém que possa amar.
O seu príncipe encantado, seu eterno namorado.
Que não cansa de esperar.

Apesar da pouca idade, Dominique percebeu
Que a maior felicidade foi o amor que Deus lhe deu.

Dominique, nique, nique,
Sempre alegre esperando alguém que possa amar.
O seu príncipe encantado, seu eterno namorado.
Que não cansa de esperar.

Mas o tempo foi passando e a verdade apareceu
Pois quem vive só sonhando dessa vida se esqueceu.

Dominique, nique, nique,
Sempre alegre esperando alguém que possa amar.
O seu príncipe encantado, seu eterno namorado
Que não cansa de esperar.

Uma lágrima caída a rolar dos olhos seus
Numa tarde de Domingo o rapaz lhe disse adeus.

Dominique, nique, nique,
Sempre triste a chorar o amor que se acabou.
O seu príncipe encantado, seu eterno namorado
Que se foi e não voltou.

Pois bem, em 1966 ou próximo disso ela resolve largar o convento e se dedicar a música, tenta em vão mudar o contrato e receber os seus direitos de quase dois milhões de discos vendidos (um tremendo sucesso na época e seria até hoje), vale dizer que ela havia assinado um CONTRATO com a PHILIPS em que abria mão dos direitos autorais, o que era seu iria para o CONVENTO, pois havia feito voto de pobreza, na época ela se revoltou com a igreja e a gravadora, a maior parte do dinheiro ficou com o empresário da gravadora PHILIPS, milhões de dólares foram ganhos com a música que tocava no mundo todo e ela a ver navios.

                                                      JEANINE DECKERS - ANNA PÊCHER 

JEANINE DECKERS tentou seguir a carreira artística, mas infelizmente ela não repetiu o sucesso da IRMÃ SORRISO, tudo piorou quando ela fez uma música exaltando a LIBERDADE FEMININA e a "PÍLULA", a IGREJA classificou sua música e seus shows como "inapropriados" e nenhuma casa de show aceitava recebe-la com receio de retaliações por parte dos católicos.

Quando saíram nos jornais fotos dela com sua namorada as coisas pioraram e muito, vale lembrar que estamos falando da década de 60-70, se hoje em dia isso seria uma bomba, imagine a 40-50 anos atrás, com o fracasso de sua carreira musical ela pegou o pouco dinheiro que conseguiu ganhar e abriu uma instituição para cuidar de crianças autistas com sua companheira e namorada.


Não paramos por ai, quando tudo parecia estar relativamente bem o GOVERNO resolve cobrar impostos sobre seus ganhos pessoais, ela havia vendido mais de 3 milhões de discos e não havia pago nada de encargos, além disso, o pouco dinheiro que ganhou não foi declarado, no CONVENTO não pagava impostos, como não havia documentos que comprovassem que ela não havia recebido praticamente nada ela recorreu a GRAVADORA e a IGREJA para que sanasse essas dívidas, mas ambos deram as costas para ela.

O FISCO BELGA a intimou para que ela pagasse seus impostos atrasados referentes às vendas de seu disco (3 milhões de cópias), no entanto tudo o que fora arrecadado foi destinado ao respectivo CONVENTO que habitava (respeitando seu voto de pobreza) mas não houve recibos de doações, o que levou a um exaustivo processo que não chegou a ser concluído antes de sua morte.

Assim, o FISCO BELGA lhe tirava todo e qualquer dinheiro que chegasse às mãos deixando um mínimo à sua sobrevivência. O imposto que lhe era exigido correspondia a dinheiro que ela nunca teve em suas mãos. Nem mesmo a simpatia de pessoas influentes que intercederam junto a RAINHA BELGA, FABIOLA, à época, por sua causa, sensibilizou as autoridades fiscais. A IGREJA e a GRAVADORA, silenciaram-se diante de seus infortúnios. Ela acabou por morrer sem receber a graça fiscal.

Sobrevivendo de umas aulas de violão que ministrava e de algumas pinturas que conseguia produzir, JEANINE, entrou em profunda depressão. Os problemas financeiros e sua depressão levaram ao seu suicídio, ocorrido no dia 29/03/1983, depois de deixar umas cartas no CORREIO próximo ao modesto apartamento que residia num bairro popular da cidade WAVRE, na BELGICA, por ingestão de álcool e remédios (barbitúrico), que também levou sua suposta companheira ANNIE PÉCHER, pois tinham um pacto de morte. DECKERS e PÉCHER foram enterradas juntas.

                      TUMULO DE JEANINE DECKERS E ANNIE PECHER














Um comentário:

Anônimo disse...

HISTORIA COMOVENTE DE UMA MULHER FORTE E CORAJOSA.

AddThis

Share |

BARRA DE VIDEOS

Loading...

BRASIL - BANDEIRA NACIONAL

BRASIL - BANDEIRA NACIONAL

SOMOS FELIZES DA MANEIRA QUE VIVEMOS! TEMOS TUDO QUE NECESSITAMOS! TEMOS AO NOSSO LADO QUEM QUEREMOS!

VIAGEMPÉDIA - VIAGENS PROMOCIONAIS

Viagempédia - Hotéis, Viagens e Férias