sábado, 26 de dezembro de 2015

SAUDADE – AUSÊNCIA DE NATAL


 
No último dia 15/11/2015, minha mãe, Cândida Maria, partiu para a eternidade, e, esse foi o primeiro NATAL sem a sua presença, embora nunca fomos de comemorar essa data à maneira consumista e com muito regabofe (festejos e comilança). Como a data sempre esta a impor, essa, realmente, sem dúvida é o momento da familia, além da reconciliação espiritual de valores que devem ser agregados.

 
A ausência da mesma, nesse NATAL esta sendo muito sentida, principalmente, pelo fato de ter optado por estar só nessa passagem, e, mais reflexivo com meus valores humanos e pessoais. Há uma saudade latente e imorredoura. À ela e a todas as mães que já se foram, minha singela homenagem através da linda poesia "PARA SEMPRE", porque amor de MÃE é imortal! TRISTEZA!

"PARA SEMPRE"

(Carlos Drummond de Andrade)

Por que Deus permite

 que as mães vão-se embora?

 Mãe não tem limite,

 é tempo sem hora,

 luz que não apaga

 quando sopra o vento

 e chuva desaba,

 veludo escondido

 na pele enrugada,

 água pura, ar puro,

 puro pensamento.

 

Morrer acontece

 com o que é breve e passa

 sem deixar vestígio.

 Mãe, na sua graça,

 é eternidade.

 Por que Deus se lembra

- mistério profundo -

de tirá-la um dia?

 Fosse eu Rei do Mundo,

 baixava uma lei:

 Mãe não morre nunca,

 mãe ficará sempre

 junto de seu filho

 e ele, velho embora,

 será pequenino

 feito grão de milho.

 

Nenhum comentário:

AddThis

Share |

BARRA DE VIDEOS

Loading...

BRASIL - BANDEIRA NACIONAL

BRASIL - BANDEIRA NACIONAL

SOMOS FELIZES DA MANEIRA QUE VIVEMOS! TEMOS TUDO QUE NECESSITAMOS! TEMOS AO NOSSO LADO QUEM QUEREMOS!

VIAGEMPÉDIA - VIAGENS PROMOCIONAIS

Viagempédia - Hotéis, Viagens e Férias